Quais são os sintomas do colesterol alto? Entenda e saiba como se cuidar

Ao contrário do que muitas pessoas pensam, o colesterol também é importante para o bom funcionamento do organismo. Porém, o grande problema está no excesso dessa substância, que aumenta o risco de doenças cardiovasculares. Então, continue lendo este texto e aprenda a identificar os sintomas do colesterol alto e a preveni-lo.

Veja só as dicas do Laboratório Vozza!

O que é o colesterol?

Antes de saber quais são os sintomas do colesterol alto, vamos entender melhor sobre essa substância e como ela age no organismo.

Podemos dizer que o colesterol é uma gordura produzida pelo fígado, benéfica para o corpo. É ele que compõe as membranas celulares e é responsável pela produção de bile (fluído que ajuda na digestão), hormônios sexuais, vitamina D, testosterona e cortisol.

Entretanto, assim como outras substâncias, seu excesso faz mal. Isso porque pode provocar o endurecimento e o espessamento das artérias, alterando o fluxo sanguíneo e possibilitando seu entupimento por coágulos.

É por esta razão que o colesterol pode contribuir para o desenvolvimento de doenças cardiovasculares como AVC, infarto, embolias, entre outras.

Quais são os sintomas do colesterol alto?

 O colesterol alto é uma doença silenciosa. Ou seja, na maioria das vezes ele acaba avançando sem que a pessoa perceba.

Isso significa que é muito difícil identificar os sintomas do colesterol alto. No entanto, em algumas situações, o que pode acontecer é a formação de nódulos nos tendões (xantomas) e manchas amarelas em volta dos olhos (xantelasmas). Eles são causados devido à formação das placas de gordura nas artérias, que já são uma decorrência do excesso de colesterol e indicam que essa condição está em um estágio muito avançado.

O colesterol alto também pode atingir as artérias coronarianas, por exemplo. Nesse caso, ele pode ocasionar um infarto, cujos sintomas são, na maioria das vezes, dores no peito, falta de ar, sudorese e palpitações.

Dessa forma, justamente por não ser possível identificar os sintomas do colesterol alto, é imprescindível prestar ainda mais atenção nas medidas de prevenção.

Quais são as principais causas e como preveni-las?

Os altos níveis de colesterol podem ser causados por muitos fatores. Entre eles estão a predisposição genética, a alimentação rica em gorduras e açúcares, o consumo exagerado de bebidas alcoólicas, diabetes e até alterações na tireoide.

Por isso, a melhor forma de prevenção é adotar uma rotina de atividades físicas, manter uma alimentação saudável e equilibrada, além de manter os exames de sangue em dia.

Isso porque, já que não é possível identificar os sintomas do colesterol alto, é imprescindível realizar exames laboratoriais frequentemente. Só assim é possível identificar se há alguma alteração ou não nesses níveis.

Como é feito o diagnóstico?

Como não existem sintomas do colesterol alto visíveis e claros, a melhor maneira de diagnosticá-lo é através do exame de sangue.

De acordo com a Sociedade Brasileira de Cardiologia, o nível de colesterol no sangue é considerado normal quando se mantém até 190 mg/dI para o colesterol total e 130 mg/dI para o colesterol LDL (ruim) em pessoas que são consideradas de baixo risco.

Lembrando que o bom colesterol, conhecido como HDL, não pode ficar abaixo de 40 mg/dI. Afinal, ele age como um importante antioxidante e auxilia na saúde do intestino e no reparo das células.

Conte com o Laboratório Vozza para os cuidados com a sua saúde

Então, agora que você já sabe mais sobre o colesterol e entende por que é muito importante realizar seus check-ups regularmente, conte com um laboratório de confiança como o Vozza  para manter sua saúde sempre em dia. Agende seu exame!

Por que o excesso de colesterol faz mal à nossa saúde?

Você com certeza já deve ter ouvido falar que o excesso de colesterol faz mal à nossa saúde, não é mesmo? Na verdade, o colesterol é uma substância essencial ao nosso organismo. Isso porque ele é um componente estrutural de nossas membranas celulares e, sem ele, as células não teriam como receber oxigênio e alimentos, por exemplo.

Mas então por que será que os níveis elevados dessa substância são tão prejudiciais à nossa saúde? Olha só:

Tipos de colesterol

No nosso corpo existem dois tipos de colesterol, conhecidos popularmente como “colesterol bom” e “colesterol ruim”. O bom, chamado de HDL, atua no equilíbrio do excesso de gordura em nossas artérias, evitando a formação de placas. Já o ruim, LDL, faz o trabalho contrário: se acumula nas artérias provocando o seu entupimento.

Uma pessoa considerada saudável deve manter os níveis dessas duas substâncias equilibrados, ou seja, nem acima nem abaixo da média recomendada. De acordo com a Sociedade Brasileira de Cardiologia, o ideal é que o nível de colesterol no sangue esteja abaixo de 200 mg/dL, sendo que o colesterol ruim deve estar abaixo de 130 mg/dL e o bom acima de 35 mg/dL.

O excesso de colesterol faz mal? 

Como já dissemos, o colesterol é essencial ao nosso organismo, mas o excesso dessa substância pode sim ser prejudicial à nossa saúde. Isso porque os altos níveis de colesterol no nosso sangue podem aumentar o endurecimento e o espessamento das artérias, favorecendo o aparecimento dos coágulos.

Além disso, o excesso de colesterol faz mal porque pode facilitar o acúmulo de placas de gordura nas paredes das artérias (aterosclerose), o que dificulta o fluxo sanguíneo. Por isso, é muito importante estar sempre atento aos níveis da substância no sangue para garantir uma vida mais saudável.

Fatores de risco

Agora que você já sabe que o excesso de colesterol faz mal, chegou a hora de conhecer alguns fatores de risco.

Pessoas com histórico familiar de colesterol alto devem realizar acompanhamento médico desde a infância, já que os níveis elevados da substância devem-se, em parte, aos genes herdados. Além disso, a obesidade, o sedentarismo, o tabagismo e a diabetes também podem ser fatores de risco.

Por isso, praticar exercícios físicos com regularidade, evitar o tabagismo e reduzir o consumo de açúcar é essencial para evitar o aumento dos níveis de colesterol no sangue.

Alimentação

Apesar dos fatores citados acima serem muito importantes, a alimentação é o aspecto que merece maior atenção. Isso porque a nossa alimentação está diretamente ligada aos níveis de colesterol. Uma dieta rica em gorduras trans, açúcar, frituras e gorduras saturadas, por exemplo, pode elevar o nível de LDL.

Por isso, listamos abaixo alguns dos alimentos que podem aumentar ou reduzir o colesterol, de acordo com dados do Ministério da Saúde:

Alimentos que ajudam na redução do colesterol:

  • Salsão
  • Mamão
  • Mandioca
  • Damasco
  • Couve-flor
  • Bagaço de laranja
  • Farelo de trigo
  • Cenoura
  • Cereais integrais
  • Aveia
  • Verduras

Alimentos ricos em colesterol:

  • Carnes vermelhas gordurosas
  • Queijos amarelos
  • Creme de leite
  • Sorvetes, doces cremosos e biscoitos amanteigados
  • Camarão e lagosta
  • Gema de ovo
  • Chantilly
  • Alimentos industrializados
Para realizar seus exames com mais segurança, conforto e qualidade, conte com o Laboratório Vozza! Fale conosco e agende já o seu exame.

Exames para câncer de mama: do diagnóstico ao tratamento

Em diferentes etapas, os exames para câncer de mama são imprescindíveis para auxiliar no cuidado com a saúde do paciente. Saiba mais sobre eles!

Em um mês especialmente dedicado ao Outubro Rosa, não poderíamos deixar de falar sobre um dos cânceres mais comuns entre as mulheres: o de mama. Além da mamografia e do autoexame, existem outros exames para câncer de mama que são importantes para o diagnóstico e os cuidados com a doença independentemente do estágio em que ela se encontra.

Por exemplo, alguns desses exames são utilizados para o controle da doença. Assim, além de serem importantes nos primeiros estágios do câncer de mama, eles também podem ser úteis para monitorar o avanço ou o retrocesso da doença.

Veja mais sobre esses tipos de análises a seguir.

Exames para câncer de mama: o diagnóstico

O diagnóstico do câncer de mama é baseado no exame físico (palpação da mama), que pode ser feito pelo médico e pela própria pessoa. Após essa primeira etapa, o ultrassom de mama e uma biópsia também podem ser solicitados.

No entanto, essa fase pode ser acompanhada de outros exames complementares. Assim, o médico pode solicitar exames laboratoriais para avaliar outras funções do corpo, como o hemograma, exames de colesterol e triglicerídeos, coagulação etc.

Esses exames para câncer de mama vão auxiliar na obtenção de um diagnóstico mais preciso e um tratamento ainda mais eficaz.

Exames laboratoriais para detectar câncer de mama: marcadores tumorais

Outras análises que podem ser solicitadas durante o diagnóstico e até mesmo o tratamento desses tipos de câncer são os exames de marcadores tumorais.

Eles medem a dosagem de algumas substâncias produzidas por tumores. Dessa forma, servem para que o médico avalie o estado do câncer e escolha a terapia adequada.

Veja alguns tipos de marcadores tumorais:

CA 15.3

Pode-se dizer que o CA 15.3 é considerado o mais sensível e específico quando se trata do câncer de mama. Quando associado a outros marcadores, como é o caso do CEA, serve para avaliar como será realizado o tratamento.

Entretanto, mesmo após o tratamento, caso o CA 15.3 esteja elevado, pode indicar que o câncer voltou ou há formação de uma nova lesão tumoral.

CEA

O Antígeno Carcinoembrionário (CEA) é uma proteína encontrada em pequena quantidade no sangue de pessoas saudáveis. Porém, ela pode aumentar indivíduos que tenham o câncer de mama. Muitas vezes, esse aumento também pode sugerir que o atual tratamento indicado não está apresentando melhoras para o paciente.

CA 125

A proteína CA 125 é produzida por inúmeras células, principalmente pelas células do câncer de ovário. Apesar de ser mais solicitado para este tipo de câncer, esse exame é indicado também para o de mama, pois esse tipo também pode provocar o aumento dessa proteína no sangue.

CA 27-29

Normalmente, este exame apresenta uma grande sensibilidade para a detecção precoce de reincidência do câncer de mama. Em alguns casos, este pode ser considerado ainda mais específico que o CA 15-3 para essa finalidade.

Conte com o Laboratório Vozza para realizar seus exames

Agora que você já sabe o quão importantes são os exames para o câncer de mama, saiba que, além de abraçar essa causa, o Laboratório Vozza também realiza alguns desses exames que podem auxiliar nos diversos estágios da doença.

Acesse nosso site e conheça nossos exames.

Exames laboratoriais: a importância de manter a saúde em dia

Exames laboratoriais: a importância de manter a saúde em dia

Aproveitando que 5 de agosto foi o Dia Nacional da Saúde, veja algumas dicas para cuidar da sua saúde

No mês que há uma data exclusiva para falar sobre a importância do cuidado com a saúde, nada mais propício do que alertar e orientar a população sobre o assunto. E para começar essa rotina, na maioria das vezes, exames laboratoriais podem ser grandes aliados.

Em um artigo publicado pelos diretores da Sociedade Brasileira de Patologia Clínica, foi revelado que 70% das decisões médicas se baseiam nos resultados dos exames laboratoriais. Assim, eles são usados para obter informações importantes sobre o estado de saúde do paciente e depois, se necessário, indicar um tratamento mais adequado.

Mas, afinal, você sabe o que são esses exames laboratoriais? Solicitados por um médico responsável e feito em laboratórios de análises clínicas, são um conjunto de testes e exames minimamente invasivos, por exemplo, o hemograma, o teste de gravidez, exame de urina, entre outros.

Podem ser realizados por farmacêuticos, biomédicos, bioquímicos e médicos. Apesar de estarem presentes na nossa rotina de cuidados com a saúde, muitas pessoas ainda têm dúvidas de como se preparar para eles. Por esse motivo, reunimos algumas dicas para os mais solicitados. Confira!

Tipos de exames laboratoriais mais indicados

Mamografia

A paciente deve chegar com pelo menos 30 minutos de antecedência ao laboratório. É importante que ela não tenha aplicado nas mamas ou axilas cremes, talcos e desodorantes. O ideal é que ele seja realizado após o período menstrual, já que a sensibilidade é menor. As mulheres grávidas ou com suspeita de gravidez não podem realizar o procedimento. Caso esteja amamentando, as mamas devem ser esvaziadas uma hora antes.

Colesterol total ou fracionado

A taxa é descoberta por exames laboratoriais de sangue. Então, o ideal é que ele seja feito pelo menos uma vez por ano. Três dias antes, mantenha uma dieta mais leve e não consuma bebidas alcoólicas por 72h. Para crianças acima de 5 anos e adultos, o jejum deve ser de, no mínimo, 12h e, no máximo, 14h.

Hemograma

É destinado à análise das moléculas que compõem o corpo humano. Para esse exame, não é necessário um preparo anterior.

Glicemia

O teste serve para medir a taxa de açúcar no sangue e prevenir doenças como a diabetes, por exemplo. Não pratique atividades físicas 12h antes de realizar o exame e o jejum deve ser de, no mínimo, 8h e, no máximo, 14h.

Outra dica importante sobre os exames laboratoriais é quanto à ingestão de água. É importante lembrar que é permitido, sim, tomá-la em jejum, desde que moderadamente. Isso porque o excesso pode interferir em exames como o de urina. Agora, se o exame exigir algum tipo de anestesia, fica proibida a ingestão de líquidos.

Quanto ao jejum, nunca ultrapasse o período de 14h. Depois desse tempo, o organismo usa sua reserva e começa a queimar gordura e proteína, alterando os resultados dos exames.

Conte com o Laboratório Vozza para seus exames laboratoriais

Agora que você entendeu mais sobre a importância dos exames e testes para o cuidado com a sua saúde, conte com o Laboratório Vozza para realizá-los! Saiba mais sobre os tipos de exames que realizamos e veja como agendar seu horário.

Como prevenir um AVC? Confira nossas dicas!

Você sabia que no dia 29 de outubro é celebrado o Dia Mundial do AVC? Responsável pela morte de seis milhões de pessoas no mundo a cada ano, o Acidente Vascular Cerebral se caracteriza pela falta de irrigação sanguínea em uma parte do cérebro. Mas, apesar dos seus sintomas surgirem repentinamente, é muito importante saber como prevenir um AVC para evitar ao máximo esse tipo de doença.

Por isso, o Vozza separou algumas dicas que podem ajudar a reduzir os riscos e garantir uma vida mais saudável. Confira!

1. De olho na hipertensão

A pressão alta é, sem dúvida, a principal desencadeadora de um acidente vascular cerebral. Devido ao fluxo mais forte de sangue, as paredes internas das artérias podem sofrer traumas. Essas pequenas lesões podem obstruir a passagem do sangue ou até mesmo romper a parede da artéria.

Para controlar a pressão alta, adotar alguns hábitos saudáveis, como reduzir o consumo de sal e praticar exercícios, é uma boa dica.

2. Cuidado com o cigarro

Para você que fuma e está se perguntando como prevenir um AVC, saiba que o cigarro é um outro risco para o surgimento da doença. Isso porque algumas substâncias presentes na nicotina fazem com que a coagulação do sangue aumente.

Isso facilita a formação dos chamados “trombos”, que prejudicam o fluxo sanguíneo e aumentam as chances de um derrame. Mulheres que fazem uso de contraceptivos orais também devem estar atentas, já que eles contêm hormônios que também interferem na coagulação sanguínea.

3. Reduza o colesterol

Altos níveis de colesterol podem aumentar o espessamento e o endurecimento das artérias, favorecendo o aparecimento dos coágulos. Além disso, o excesso de colesterol no sangue também pode fazer com que placas de gordura se acumulem nas paredes arteriais, dificultando o fluxo sanguíneo.

Por isso, reduza os níveis de colesterol. Evite alimentos fritos, industrializados, ricos em gorduras saturadas e trans e beba sempre muita água.

4. Tenha uma alimentação saudável

Por falar em colesterol, manter uma alimentação saudável é outra ótima dica para evitar a doença. Mas então como prevenir um AVC através da alimentação? O primeiro passo é reduzir o consumo de sal. Depois, aumente o consumo de fibras (aveia, arroz, pães integrais, cereais) e evite as carnes com muita gordura.

Controlar o consumo de açúcar também é muito importante, já que a diabetes é um dos principais fatores de risco de um AVC. Além disso, inclua frutas e vegetais em sua dieta. O ideal é comer de 5 a 8 porções de frutas e vegetais em um dia.  Mas lembre-se de consultar um profissional para verificar as suas necessidades.

5. Controle o seu peso 

O sobrepeso e a obesidade podem desencadear algumas complicações como hipertensão, doenças cardíacas, colesterol alto e diabetes, fatores de risco do AVC.

Assim, estar sempre atento à balança e prezar por uma rotina mais saudável e menos sedentária é uma boa dica de como prevenir um AVC.

6. Pratique atividades físicas regularmente

Ligada a todas as dicas anteriores, a prática de exercícios físicos auxilia no controle de peso, na saúde do coração, na formação dos coágulos sanguíneos e na redução dos riscos de hipertensão e diabetes.

Além de evitar as chances de um acidente vascular cerebral, a prática de atividades físicas também auxilia em nossa saúde física e mental. Mas lembre-se: nada de fazer aquilo que você não gosta! Escolha aquele exercício que mais te dá prazer, independente de qual seja.

Para garantir resultados e diagnósticos precisos, conte com um laboratório de qualidade. Há 50 anos aliando qualidade e comprometimento, o Laboratório Vozza visa sempre uma relação humanizada com o paciente. Fale conosco!

 

Conheça alguns fatores que podem alterar o resultado do exame de sangue

Conheça alguns fatores que podem alterar o resultado do exame de sangue

O resultado do exame de sangue é uma das maneiras mais eficazes de diagnosticar as condições de saúde nos mais diferentes órgãos do nosso corpo! Seja para verificar os níveis de glicose e colesterol ou mesmo para avaliar a quantidade de glóbulos e plaquetas através de um simples hemograma, os exames de sangue podem nos prevenir contra diversos problemas de saúde.

 

Mas, para garantir resultados precisos e assertivos, é essencial seguir as recomendações médicas e laboratoriais. Afinal, existe um grande número de fatores que podem alterar o resultado do exame de sangue.

 

Por isso, listamos aqui alguns deles para que você fique mais atento para os próximos exames. Confira!

 

Jejum

Uma das recomendações pré-analíticas mais comuns, o jejum serve para que a ingestão de alimentos não interfira na composição sanguínea, evitando assim possíveis alterações no resultado do exame de sangue. Uma refeição dentro do tempo de jejum pode acarretar, entre outras coisas, variações nos níveis de colesterol (de 5 a 10%) e triglicérides (cerca de 20%).

 

Remédios

O uso de determinados medicamentos, como anti-inflamatórios e antibióticos, também é um fator que pode alterar os resultados de um exame de sangue. Dessa forma, se você está fazendo uso de algum medicamento, o ideal é avisar o médico para evitar o erro na interpretação dos valores encontrados.

 

Faixa etária

De uma forma geral, os nossos órgãos vão perdendo determinadas capacidades com o passar dos anos. Os rins, por exemplo, aos poucos perdem a capacidade de eliminar substâncias tóxicas. Por isso, é importante que a idade do paciente também seja levada em conta antes de um exame.

 

Posição

Por incrível que pareça, a posição do nosso corpo enquanto estamos fazendo um exame de sangue também pode interferir em seus resultados! Se estamos deitados e levantamos rapidamente, por exemplo, os níveis de água e de outros elementos como triglicérides, hemoglobina, colesterol e albumina podem sofrer variações de até 10%. Assim, o recomendado é que você permaneça em repouso por, pelo menos, 15 minutos antes do exame.

 

Álcool e Fumo

Se você está com um exame de sangue agendado, o ideal é cortar o consumo de álcool, no mínimo, 72 horas antes da coleta. Isso porque as bebidas alcoólicas agridem nosso fígado e podem alterar significativamente os valores de glicose, triglicérides e ácido lático. Já o fumo pode alterar os níveis de leucócitos, hemácias, colesterol circulante, adrenalina e aldosterona. Por isso, evite fumar por até 3 horas antes do seu exame de sangue.

 

Gênero

Homens e mulheres podem apresentar níveis bastante distintos devido a diversos fatores, como variações de massa muscular, hormonais, metabólicas e outras alterações comuns do ciclo menstrual.

 

Atividade física

Os efeitos das atividades físicas sobre os componentes sanguíneos são transitórios e dependem da intensidade dos exercícios e do condicionamento físico de cada um. Mas, de qualquer forma, esse é um fator que pode interferir no resultado do exame de sangue. Ácido lático, ferro e ácido úrico são alguns dos componentes que podem sofrer variação devido a esforços físicos.

 

Para garantir resultados assertivos e diagnósticos precisos, é preciso confiar em um laboratório de qualidade. Conte com toda a estrutura do Laboratório Vozza para realizar seus exames! Agende pelo WhatsApp (19) 99114.0032 ou pelo telefone (19) 3733.2400

Dieta: como emagrecer com saúde?

Fazer uma dieta exige cuidado! Veja a seguir dicas importantes para você saber como emagrecer com saúde.

O verão está chegando e nesta época é muito comum as pessoas começarem a se preocupar mais com o corpo. A perda de peso é o resultado da combinação de fatores que envolvem muita disciplina. Iniciar uma dieta pode ser o primeiro passo para você emagrecer com saúde!

Mais do que a restrição de certos alimentos, a dieta envolve a mudança de hábitos. Com ela você aprende a se alimentar corretamente e de acordo com as necessidades do seu corpo. É por isso que para realizar uma dieta deve-se levar em conta diversos fatores.

Dieta e acompanhamento profissional de um nutricionista

O ideal para uma pessoa emagrecer com saúde é sempre contar com acompanhamento de um nutricionista. Este profissional será capaz de desenvolver uma dieta específica para o paciente, respeitando suas limitações, necessidades e preferências.

Ao planejar uma dieta, o nutricionista analisa aspectos como o histórico clínico e familiar, verifica se o paciente possui alguma intolerância alimentar ou se toma algum tipo medicamento, entre outros fatores. Esta análise ainda inclui a solicitação de exames laboratoriais como o hemograma, glicemia e de taxa de colesterol.

Através destas análises, o profissional portanto será capaz de compreender melhor o comportamento do corpo do paciente. Por isso, a dieta feita com um nutricionista além de ser muito mais efetiva no alcance dos resultados almejados, é a melhor forma de emagrecer com saúde.

Dicas simples para emagrecer com saúde

Embora a dieta deva ser desenvolvida por um profissional de acordo com as necessidades de cada pessoa, algumas dicas simples podem ajudar a emagrecer com saúde. Estes hábitos podem ser adotados por qualquer um e ajudam a ter muito mais qualidade de vida! Saiba quais são eles:

1) Tenha horários regulares para comer:

Seu corpo tem um ritmo chamado circadiano que é um período de 24 horas baseado no ciclo biológico. Ele envolve o apetite, a digestão e o metabolismo da gordura. Manter uma rotina de alimentação com horários regulares ajuda a manter esse mecanismo em funcionamento, regulando a fome e evitando o descontrole.

2) Beba muita água:

A água é uma importante aliada para emagrecer com saúde. Quando tomada antes da refeição, ela ajuda com a sensação de saciedade fazendo a pessoa comer menos. Além disso, os sais minerais presentes na água ajudam a eliminar substâncias não utilizadas pelo organismo.

3) Pratique exercícios físicos regularmente:

Busque uma atividade física que seja do seu agrado e torne ela um hábito! O ideal é que a prática seja realizada pelo menos 3 vezes por semana. No seu dia a dia, algumas tarefas também podem se tornar um ótimo exercício! Que tal parar uma quadra antes do seu escritório e caminhar um pouco? Você também pode trocar o elevador pelas escadas. São pequenas atitudes que podem te ajudar a emagrecer de forma saudável.

4) Conte com o apoio de amigos e familiares!

Você pode convidar outras pessoas para terem uma vida com mais saúde e como resultado ainda perderem peso! Chame um amigo ou alguém da sua família para ter uma rotina mais saudável tanto na alimentação como na prática de exercícios.

Vai fazer uma dieta com um nutricionista? Conte com o Laboratório Vozza para fazer seus exames!

6 dicas para garantir a saúde do seu pai

Agosto é o mês dos pais no Laboratório Vozza! E nossos super-heróis merecem todo o carinho e cuidado, não é? Confira 6 dicas especiais para garantir a saúde do seu pai:

1) Check-up médico de rotina

O diagnóstico precoce de diversos problemas de saúde é fundamental para prevenir doenças graves. E infelizmente os homens estão entre a parcela da população que menos procura os serviços de saúde como forma de prevenção.

Dessa forma, uma das nossas dicas para garantir a saúde do seu pai é que você incentive ele a fazer um check-up médico de rotina, principalmente a partir dos 50 anos. Dentre os exames normalmente solicitados pelos médicos estão glicemia de jejum, colesterol e triglicerídeos.

2) Exames de marcadores cardíacos

Quando há alguma lesão no coração, uma série de substâncias são liberadas no sangue. Os exames de marcadores cardíacos como Proteína C-Reativa-Ultrassensível, Homocisteína e Hemoglobina Glicada identificam estes problemas cardiovasculares e monitoram a sua gravidade.

O diagnóstico rápido auxilia, inclusive, na determinação da melhor forma de tratamento. Por isso, para garantir a boa saúde do seu herói fale para ele realizar estes exames!

3) Exames de próstata

Você sabia que o câncer de próstata é o tipo mais comum de câncer entre os homens? A próstata é uma glândula que se localiza na parte de baixo do abdômen. O tumor se desenvolve muitas vezes de forma silenciosa e a consulta ao urologista é a única forma de detectar a doença. Conscientize seu pai sobre este grave problema para que ele não deixe de realizar os exames necessários.

Saiba mais sobre a doença neste post: http://vozza.com.br/cancer-de-prostata-7-novos-casos-sao-descobertos-por-hora/

4) Exercícios físicos

Seu pai pratica atividades físicas regularmente? Além de ajudar a perder peso, fazer exercícios reduz os riscos de doenças. Caminhar, por exemplo, é uma excelente atividade cardiovascular! Sugira que ele pratique ao menos 30 minutos por dia. Se for ao ar livre, melhor ainda: isso propicia a exposição solar e estimula a produção de vitamina D.

Praticar exercícios físicos também traz benefícios para a mente. Exercitar-se faz com que o organismo libere substâncias que auxiliam na redução do stress. Por isso, esta é uma das dicas para garantir a saúde do seu pai, principalmente se ele trabalha muito.

5) Alimentação equilibrada

Seu pai não pode esperar que apareça algum problema de saúde para se preocupar com o que ele come! Atualmente, é cada vez maior o número de doenças relacionadas ao sedentarismo e a má alimentação, como colesterol elevado, diabetes e até mesmo a cirrose.

Inclua nos cuidados do dia a dia do seu herói uma alimentação equilibrada! Você pode fazer algumas refeições com ele para mostrá-lo opções mais saudáveis. Um prato deve ser colorido para ter todos os nutrientes necessários para o bom funcionamento do corpo.

6) Abrace muito seu pai!

As dicas para garantir a saúde do seu pai incluem o amor e o carinho dos filhos! Tire um tempo de qualidade para curtir e abraçar muito seu herói! O abraço relaxa os músculos, reduzindo a tensão. O gesto também provoca a liberação de endorfina, o que alivia a dor e melhora a humor.

Conte com o Laboratório Vozza para cuidar da saúde do seu pai!

5 fatos sobre exame de sangue que você deveria saber

Seu médico solicitou alguns exames complementares e entre eles estão exames de sangue? Algumas pessoas ficam ansiosas e preocupadas antes de ir ao laboratório, por isso confira 5 fatos sobre exame de sangue que você deveria saber:

 1) É necessário fazer jejum antes do exame?

Uma das principais dúvidas das pessoas antes da realização do exame de sangue é sobre o tempo de jejum. Porém, é muito importante saber que não existe um período padrão para todos os exames. Em alguns casos, a coleta pode ser realizada com apenas 3 horas de jejum, enquanto para outros não é necessário ficar sem se alimentar.

Por isso, é necessário seguir as recomendações médicas, já que cada exame de sangue tem a sua especificidade. Para saber mais, leia este post: http://vozza.com.br/saiba-tudo-sobre-o-jejum-para-fazer-exames/

2) O que pode alterar o resultado do exame de sangue?

Exames realizados depois da prática de atividade física podem apresentar alterações. Exames como o de Glicemia, por exemplo, exigem que o paciente esteja em repouso antes da sua realização.

Alguns exames também podem sofrer alterações no resultado devido a alimentos ingeridos previamente. O exame de colesterol é um deles, por exemplo, que pode ter sua taxa alterada caso a alimentação inclua alimentos muito gordurosos ou o paciente adote uma dieta rígida no dia anterior ao exame. Por isso, o ideal é manter a alimentação habitual para que o resultado fornecido seja fiel a realidade.

Em relação a medicamentos, é importante informar ao laboratório caso esteja utilizando, para que isso seja levado em conta no resultado. Vale lembrar que na véspera da realização do exame de sangue se evite o consumo de álcool, assim como fumar cigarros.

3) Fazer exame de sangue dói?

Muitos pacientes ficam nervosos e com medo da agulha. Mas não se preocupe! Você sentirá apenas uma pequena picada na hora da realização do exame.

Além de ser um procedimento extremamente rápido (uma retirada normal pode demorar apenas segundos) o Laboratório Vozza conta com uma equipe preparada. São profissionais muito experientes que recebem um treinamento adequado para acalmar e cuidar dos pacientes.

Para diminuir a ansiedade e o nervosismo antes do exame de sangue, respire fundo, leia ou converse sobre algo agradável.

 4) Por que após a coleta, algumas vezes o local pode ficar arroxeado?

Algumas vezes após a coleta do sangue o local da picada da agulha pode ficar arroxeado. Isso na verdade nada mais é do que um hematoma: um extravasamento de sangue para fora da veia.

O hematoma pode ser formado porque as veias são muito finas e delicadas. Outro motivo causador é a pressão alta do paciente. Alguns medicamentos que alteram a coagulação do sangue também podem ocasionar o arroxeado.

Para evitar que isso ocorra, é necessário uma boa compressão no local logo após a coleta. Também é importante evitar realizar movimentos com força logo após o exame.

5)Preciso buscar o resultado no Laboratório?

Para sua comodidade, o Laboratório Vozza disponibiliza os resultados de exames para a retirada em qualquer uma de suas unidades de atendimento ou online. Para saber mais, acesse: http://vozza.com.br/entrega-de-resultados/

 

Check-up para a saúde da mulher

Na correria do dia a dia muitas mulheres se esquecem da importância de cuidar preventivamente da própria saúde. Mas o controle periódico pode ajudar a diagnosticar doenças que já estão instaladas mas que ainda não se manifestaram. Por isso é tão importante a realização do check-up para a saúde da mulher.

O que é o Check-up?

O objetivo do check-up é a prevenção de doenças por meio da realização de exames médicos periódicos. Dessa forma é possível ter uma visão real do estado da saúde e assim adotar medidas que melhorem a qualidade de vida da mulher. É a consulta médica que irá determinar o pedido destes exames de acordo com a necessidade.

O histórico familiar também é fundamental para a análise médica dos exames a serem solicitados com periodicidade. Doenças hereditárias ou que se apresentam com frequência em familiares próximos são determinantes na especificidade dos exames de rotina já que algumas doenças apresentam maior chance de cura quando detectadas em uma fase precoce.

Dentre as principais áreas em que se tem a necessidade de atenção constante no check-up para a saúde da mulher estão as doenças cardiovasculares, doenças hematológicas, alterações do metabolismo (para a verificação de diabetes, função hepática e renal) assim como a dosagem hormonal.

Veja os exames que devem ser realizados por faixa etária:

Após a primeira menstruação:

Papanicolau: O exame de Papanicolau deve ser realizado regularmente a partir dos 18 anos para prevenção do câncer cervical.

Dos 30 aos 40 anos:

Hormônios da tireoide: A partir dos 30 anos triplicam as chances da mulher de desenvolver distúrbios da tireoide. A doença pode ser diagnosticada por exame de sangue onde são realizadas as dosagens dos hormônios T3, T4 e TSH.

Colesterol e triglicerídeos: As doenças cardiovasculares são a causa da morte de 30% das mulheres acima de 40 anos. Por isso, a partir desta idade o exame de sangue para checagem das taxas de colesterol e triglicerídeos deve ser anual.

A partir dos 40 anos:

Mamografia: O exame para a detecção do câncer de mama deve ser realizado anualmente em mulheres a partir de 40 anos. Aquelas que possuem histórico da doença na família podem iniciar o exame preventivo a partir dos 35.

Glicemia: A glicemia analisa a taxa de açúcar no sangue sendo o exame essencial para o diagnóstico da diabetes. Mulheres com histórico da doença na família ou acima dos 45 anos que pertençam ao grupo de risco (que tenham taxas altas de colesterol e triglicérides, obesas e/ou sedentárias) devem realizar periodicamente este exame.

Exames para determinar a Menopausa: O exame avalia o hormônio FSH aliado aos sintomas como ondas calor e ausência de menstruação que podem determinar o início da Menopausa.

O Laboratório Vozza visa pelo bem-estar e pela qualidade de vida das mulheres. Por isso contamos com uma vasta lista de exames que fazem parte do check-up para a saúde da mulher. Agende o seu exame: (19) 3733-2400