Conheça os mitos e verdades sobre a doença de Crohn

Afetando geralmente pessoas ainda muito jovens, a doença de Crohn obriga o paciente a adotar novas hábitos para combater seus sintomas. Diante da nova rotina, é possível conviver com a síndrome, mas ainda mais complexo do que a reeducação do paciente, é o seu diagnóstico. Por isso, vamos falar um pouco mais sobre a doença e, além disso, os mitos e as verdades mais recorrentes.

 

O que é

A doença de Crohn é uma doença autoimune que constitui um processo inflamatório no meio gastroinstestinal. Assim, ela pode causar inflamações no intestino delgado, no intestino grosso ou em qualquer outra parte desse trato.

Além disso, curiosamente a doença tenda a aparecer na segunda década de vida, ou seja entre os 15 e 35 anos de idade.

 

Causas

Não há explicações específicas para o surgimento da doença de Crohn. No entanto, existem diversas suspeitas ligadas aos novos hábitos de alimentação.

Alguns especialistas apontam o elevado consumo de alimentos industrializados, com alto número de conservantes e outros aditivos, como uma possível causa do aparecimento.

Além disso, a predisposição genética e a medicação com antibióticos também se encontram como potenciais causadoras da síndrome.

 

Sintomas da doença de Crohn

 

  • Diarreia
  • Cólica abdominal
  • Febre
  • Sangramento retal
  • Perde peso

Agora que você já entendeu um pouco sobre como funciona a doença de Crohn, podemos esclarecer alguns mitos e verdades sobre essa síndrome:

 

O diagnóstico é feito no estágio inicial da doença

MITO

Apesar dos sintomas interferirem diretamente na rotina do paciente o diagnóstico da doença de Crohn é complexo. Em média, são necessários de três a quatro anos para que uma pessoa seja diagnosticada portadora da síndrome.

Por isso, é importante ficar atento aos sintomas e fazer acompanhamento médico devidamente.

VERDADE

O paciente pode viver uma vida normal

É possível sim ter uma vida normal enquanto paciente com síndrome de Crohn, mas a verdade é que a doença não tem cura.

Em alguns casos, alguns medicamentos podem provocar a cicatrização do intestino e gerar a remissão da doença.

Porém, é preciso seguir o tratamento à risca para que o paciente consiga conviver com a doença com mais bem-estar. Uma dieta regrada e o uso correto da medicação são muito importantes para esse processo. Entre as soluções medicamentosas estão anti-inflamatórios nos estágios iniciais e corticoides e imunossupressores em casos mais avançados.

VERDADE

Há perda de peso e queda de cabelo

Além de outros efeitos colaterais causados pela medicação, o emagrecimento excessivo e a queda de cabelo são comuns entre os pacientes. A pessoa que tem sua dieta alterada pode sofrer com a desestabilização dos nutrientes em decorrência do corte ou substituição de alimentos.

MITO

A doença de Crohn apresenta somente sintomas relacionados com o trato gastrointestinal

O diagnóstico e os sintomas da doença de Crohn vão além dos sintomas gastrointestinais, ampliando os sinais de alerta.

A síndrome pode apresentar ainda sintomas como inflamação nos olhos, artrite, inflamações e feridas na pele, tromboses entre outros.

 

Agora que você está por dentro das possíveis causas e sintomas da doença de Crohn, fique atento pois existem algumas análises clínicas que podem favorecer o diagnóstico precoce da síndrome. É o caso do hemograma: ele pode auxiliar na detecção da anemia decorrente da má absorção dos nutrientes pelo intestino.

 

Você pode realizar esses e outros exames no Laboratório Vozza
Alerta e prevenção são sempre o melhor remédio