Entenda porque o excesso de sal pode ser prejudicial à saúde

O sal de cozinha é um componente que faz parte da alimentação do brasileiro. Pode ser na mesa do restaurante ou na de casa, ele sempre está presente. Este é um dos hábitos que podem levar ao consumo excessivo e trazer problemas. Entenda porque o excesso de sal pode ser prejudicial à saúde

Você sabia?

Antigamente, mais do que temperar, o sal tinha outra função essencial. Em uma época em que não havia geladeira, ele era utilizado na conservação da comida. Isso porque o sal retira a água do alimento e dessa forma evita que as bactérias se proliferem.

Se antes a função do sal era proteger os alimentos e consequentemente a nossa saúde, hoje ele se tornou um vilão. Hoje, o excesso de sal na alimentação trouxe diversos problemas.

O sódio

O principal componente do sal é o cloreto de sódio. Ele é um dos minerais considerados fundamentais para uma dieta equilibrada e para o bom funcionamento do organismo.

O sódio é o responsável por regular o equilíbrio e a distribuição dos líquidos, dentro e fora das células. Dentre outras importantes funções, o sódio contribui para a contração muscular e a transmissão dos impulsos nervosos.

De acordo com a Organização Mundial da Saúde (OMS) o consumo de sal recomendado por dia é menos de 5g. Isso equivale a 2g de sódio. Porém, no Brasil um adulto pode chegar a consumir mais que o dobro dessa quantidade diariamente. E este excesso de sal pode fazer muito mal para o organismo.

Os males causados pelo excesso de sal

Os rins são os órgãos responsáveis por filtrar as substâncias do organismo. Se os rins não são capazes de retirar o excesso de sódio, o mineral acaba indo para a corrente sanguínea. 

O sódio em uma alta quantidade no sangue causa a retenção de líquido. Na tentativa de manter o equilíbrio e normalizar a quantidade de água, o organismo eleva a pressão arterial para aumentar o fluxo de sangue em circulação. Isso causa a pressão alta.

Porém, enquanto a quantidade de sangue circulando aumenta, os vasos tendem a contrair para tentar reduzir o fluxo e voltar ao estado normal. Isso faz com que os órgãos não sejam irrigados da maneira certa.

Todas essas alterações desencadeiam males como problemas renais, hipertensão arterial, arritmias e infarto. Um dos primeiros sintomas do excesso de sódio no organismo é o inchaço nas pernas e nos pés. Até mesmo dores de cabeça frequentes podem ser sinais de que você está exagerando no sal.

Como reduzir o consumo de sal?

Algumas atitudes simples podem auxiliar a reduzir o excesso de sal no dia a dia. Evitar deixar o saleiro na mesa é uma delas. Os alimentos industrializado também contém sódio, por isso fique sempre atento às informações nutricionais para não exagerar.

O sal também pode ser substituído no preparo da comida por outros temperos. Busque utilizar ervas desidratadas e temperos naturais como salsa e cebolinha. Lembrando que os temperos industrializados também podem conter sódio em excesso, por isso evite usá-los.

Confie sempre no seu médico para identificar a necessidade de alterar a sua dieta e reduzir o consumo de sal, e conte com o Vozza para realizar os seus exames!