Exames para câncer de mama: do diagnóstico ao tratamento

Em diferentes etapas, os exames para câncer de mama são imprescindíveis para auxiliar no cuidado com a saúde do paciente. Saiba mais sobre eles!

Em um mês especialmente dedicado ao Outubro Rosa, não poderíamos deixar de falar sobre um dos cânceres mais comuns entre as mulheres: o de mama. Além da mamografia e do autoexame, existem outros exames para câncer de mama que são importantes para o diagnóstico e os cuidados com a doença independentemente do estágio em que ela se encontra.

Por exemplo, alguns desses exames são utilizados para o controle da doença. Assim, além de serem importantes nos primeiros estágios do câncer de mama, eles também podem ser úteis para monitorar o avanço ou o retrocesso da doença.

Veja mais sobre esses tipos de análises a seguir.

Exames para câncer de mama: o diagnóstico

O diagnóstico do câncer de mama é baseado no exame físico (palpação da mama), que pode ser feito pelo médico e pela própria pessoa. Após essa primeira etapa, o ultrassom de mama e uma biópsia também podem ser solicitados.

No entanto, essa fase pode ser acompanhada de outros exames complementares. Assim, o médico pode solicitar exames laboratoriais para avaliar outras funções do corpo, como o hemograma, exames de colesterol e triglicerídeos, coagulação etc.

Esses exames para câncer de mama vão auxiliar na obtenção de um diagnóstico mais preciso e um tratamento ainda mais eficaz.

Exames laboratoriais para detectar câncer de mama: marcadores tumorais

Outras análises que podem ser solicitadas durante o diagnóstico e até mesmo o tratamento desses tipos de câncer são os exames de marcadores tumorais.

Eles medem a dosagem de algumas substâncias produzidas por tumores. Dessa forma, servem para que o médico avalie o estado do câncer e escolha a terapia adequada.

Veja alguns tipos de marcadores tumorais:

CA 15.3

Pode-se dizer que o CA 15.3 é considerado o mais sensível e específico quando se trata do câncer de mama. Quando associado a outros marcadores, como é o caso do CEA, serve para avaliar como será realizado o tratamento.

Entretanto, mesmo após o tratamento, caso o CA 15.3 esteja elevado, pode indicar que o câncer voltou ou há formação de uma nova lesão tumoral.

CEA

O Antígeno Carcinoembrionário (CEA) é uma proteína encontrada em pequena quantidade no sangue de pessoas saudáveis. Porém, ela pode aumentar indivíduos que tenham o câncer de mama. Muitas vezes, esse aumento também pode sugerir que o atual tratamento indicado não está apresentando melhoras para o paciente.

CA 125

A proteína CA 125 é produzida por inúmeras células, principalmente pelas células do câncer de ovário. Apesar de ser mais solicitado para este tipo de câncer, esse exame é indicado também para o de mama, pois esse tipo também pode provocar o aumento dessa proteína no sangue.

CA 27-29

Normalmente, este exame apresenta uma grande sensibilidade para a detecção precoce de reincidência do câncer de mama. Em alguns casos, este pode ser considerado ainda mais específico que o CA 15-3 para essa finalidade.

Conte com o Laboratório Vozza para realizar seus exames

Agora que você já sabe o quão importantes são os exames para o câncer de mama, saiba que, além de abraçar essa causa, o Laboratório Vozza também realiza alguns desses exames que podem auxiliar nos diversos estágios da doença.

Acesse nosso site e conheça nossos exames.