Saiba mais sobre as doenças gastrointestinais

Você já sentiu azia, aquela famosa “queimação”? E cólicas ou gases? Você soube que era um problema ou encarou como um mal-estar passageiro e deixou para lá?

Esses são os sintomas das doenças gastrointestinais. Elas são bastante comuns, e, justamente por isso, às vezes não recebem a devida atenção.

 

O que são as doenças gastrointestinais?

As doenças gastrointestinais, ou distúrbios gastrointestinais como são conhecidas, são aquelas que afetam órgãos do sistema digestivo. Isso é esôfago, estômago, intestinos delgado e grosso, cólon, reto e ânus. Além dos órgãos essenciais para a digestão, como pâncreas, fígado e a vesícula biliar.

Elas variam em termos de variedade. Algumas das mais rotineiras são:

  • Prisão de ventre
  • Indigestão
  • Refluxo gastroesofágico
  • Síndrome do intestino irritável
  • Gastrite

A mais rara é a doença de Crohn.

Geralmente, são diagnosticadas por um clínico geral. Isso porque o gastroenterologista, especialista da área, é mais focado em sintomas relacionados a tratos intestinais. De qualquer modo, qualquer um destes profissionais avaliará o quadro geral e o histórico do paciente, fará exames físicos e analisará os testes e seus resultados.

É importante lembrar: as doenças gastrointestinais exigem cuidado e acompanhamento constantes, incluindo evitar certos hábitos que atrapalham a melhoria ou agravam os sintomas.

 

O que causa as doenças gastrointestinais?

  • Beber pouca água: é a saliva que começa o processo de digestão, liberando as enzimas que ajudam a quebrar os alimentos para que sejam engolidos. Assim, a digestão é prejudicada se a boca não estiver “molhada” o suficiente. É fácil resolver esse problema: beba água sempre que a boca estiver seca

 

  • Ficar muito tempo com o estômago vazio: os sucos gástricos são produzidos pelo estômago mesmo quando não comemos. Quando este órgão está vazio, os líquidos se acumulam e refluem, causando irritação e azia. Comer com frequência mantém o sistema digestivo funcionando e a produção do suco gástrico sob controle

 

  • Comer demais em uma única refeição: o processo de digestão demora mais, causando mal-estar. Prefira várias refeições por dia

 

  • Beber leite para a queimação do estômago: o leite tem o efeito contrário, principalmente para quem já tem um estômago irritável. Os sintomas desse problema, e também de refluxos gastroesofágicos, são normalmente causados por leite, chocolate e bebidas com gás, por exemplo. Para tratar a queimação, tome o remédio receitado pelo médico de sua confiança.

 

  • Usar roupas muito apertadas na cintura: o estômago se dilata depois das refeições devido à produção dos sucos gástricos. Roupas ou acessórios, como cintos, apertados na cintura podem “espremer” o estômago, obrigando a comida a voltar para o esôfago com os sucos gástricos, causando azia e refluxo

 

  • Dormir logo após comer: nada recomendado! Atrapalha a digestão e facilita a ocorrência de refluxos. É indicado esperar entre 2 e 3 horas.

 

  • Estressar-se: prisão de ventre, diarreia, indigestão e gastrite são algumas das doenças gastrointestinais causadas pelo estresse. Isso porque, por efeito direto ou pelos hormônios liberados, é aumentada a produção de ácidos gástricos. Tente eliminar as fontes de estresse do dia a dia, por mais difícil que pareça; pratique exercícios físicos; cuide da postura e da respiração.

 

Quais são as consequências das doenças gastrointestinais?

 

Quando as crianças sofrem com doenças gastrointestinais, por exemplo, as consequências mais comuns são a má absorção de nutrientes ou a má digestão, que pode levar a deficiências nutricionais. Tratamentos com nutricionistas, dietas específicas e hábitos muito bem planejados e seguidos são as melhores respostas para evitá-las.

 

 

No Laboratório Vozza, você faz todos os exames necessários para manter sua saúde em dia. Encontre a unidade mais próxima de você.