Sarampo: sintomas, prevenção, diagnóstico e tratamento

sarampo

Com o aumento dos surtos no Brasil, conheça mais sobre essa doença altamente contagiosa

A princípio, desde 2016, o sarampo era considerado uma doença erradicada no Brasil. Na época, a Organização Mundial de Saúde (OMS) constatou que o país estava há um ano sem registrar casos do vírus. No entanto, neste ano a organização voltou a divulgar boletins informando que tem ocorrido um novo surto da doença.

Então, nesta matéria te explicaremos tudo sobre o sarampo: os sintomas, a prevenção, o diagnóstico e o tratamento. Vamos lá?

O sarampo

O sarampo é uma doença infecciosa causada por um vírus do gênero Morbillivirus. A transmissão acontece através de secreções das vias respiratórias. Ou seja, ela ocorre a partir das gotículas eliminadas pelo espirro ou pela tosse de alguém infectado.

O período de incubação, isto é, aquele entre o contágio e o aparecimento dos primeiros sintomas da doença, é de aproximadamente 12 dias.

Por outro lado, a transmissão também pode acontecer antes do aparecimento dos sintomas e se estender até o quarto dia após o surgimento das primeiras manchas vermelhas pelo corpo.

Os sintomas do sarampo

Um dos sintomas mais conhecidos são as pintas vermelhas pelo corpo, não é mesmo? Porém, outros sintomas podem surgir e nem sempre são visíveis. Por exemplo, em pessoas que só tomaram uma dose da vacina é muito comum a ausência dessas pintas. E, caso apareçam, muitas vezes elas são discretas.

Outros sintomas do sarampo incluem febre, tosse, mal-estar, conjuntivite, coriza, perda de apetite, manchas brancas no interior da bochecha, otite, pneumonia e encefalite.

Diagnóstico e tratamento

O diagnóstico do sarampo é feito somente com exames clínicos. Caso seja necessário, ele também é confirmado com um exame de sangue, que pode ser feito em locais especializados como o Laboratório Vozza.

Quanto ao tratamento dessa doença, ele visa aliviar os sintomas. Em alguns casos, há necessidade também de um tratamento para o aumento de imunidade.

De qualquer forma, a regra geral é de que o paciente deve fazer repouso, ingerir bastante líquido, consumir alimentos leves, limpar os olhos com água morna e tomar antitérmicos quando a febre causar mal-estar.

Prevenção

A vacina ainda é a principal forma de prevenção do sarampo. De acordo com a Sociedade Brasileira de Imunização (SBIm), são recomendadas duas doses. A primeira a partir do 12º mês de vida da criança e a segunda entre os 15 e 24 meses.

Conte com o Laboratório Vozza para os exames de detecção da doença

Agora que você entendeu mais sobre o sarampo, conte com o Laboratório Vozza para realizar os exames necessários para o diagnóstico! Saiba mais sobre os tipos de exames que realizamos e veja como agendar seu horário.